Thumb Filhos

FILHOS – Nossa escolhas e Filhos

Ter filhos é o melhor investimento que o ser humano pode fazer em si mesmo. – Álvaro Pigatto Ceschin

A natureza humana está constituída para gerar vidas e multiplicar a espécie. Desde os tempos primórdios as famílias já tinham esta concepção, consciência e necessidade de termos filhos em nossos lares.

Tanto que a história da humanidade relata muitos episódios de casais que não poderiam ter filhos e isso era inconcebível uma mulher ser “seca”, e mais ainda, o primeiro filho teria que ser homem. Estes foram grandes princípios e crenças limitantes vividos e cobrados no contexto familiar.

Numa família do interior do Paraná, isso foi retrato vivido na íntegra. Jovens que se casaram muito cedo e logo desejam ter filhos para que pudessem ter ajudantes nos afazeres domésticos e na agricultura.  Após terem quatro filhos que atendiam ao desejo dos pais, este pai, por seus motivos faz sua escolha em ser alcoólatra e a partir daí muitas crenças limitantes começam se instalar nestes filhos, como: filho custa caro e dá trabalho, filho precisa de sustento e educação, casar e ter filhos e gerar sofrimentos, é não querer passar pelas mesmas circunstâncias que passamos nesta fase da vida. E continuam gerando mais filhos, tendo um total sete.

Porém, este pai não aceita ajuda, seu vício fica cada vez pior, mais filhos são gerados nestas circunstâncias e os filhos mais velhos decidem deixar este lar para seguir seus rumos na busca da educação, trabalho e independência financeira. Então, como será a vida das mulheres que tem este tipo de experiência familiar? O quanto estas crenças vão impactar em suas escolhas? que consequências isso pode acarretar na vida delas ? Crenças limitantes podem afastar ou anular o pilar da vida: filhos e como lidar com estas escolhas e frustrações? Você passou por isso?

Por outro lado, grande parte das famílias, sejam elas de qual origem ou lugar de nosso continente, ao contrário da situação anterior, eram famílias numerosas e uma sequência de filhos que geravam com dificuldades para provê-los e criá-los . Na época a medicina ainda limitada, os métodos anticoncepcionais eram escassos e o conhecimento também era precário nesse aspecto.

Nesse sentido, o papel da mulher se resumia em ser mãe e zelar pelos afazeres domésticos, deixando de lado as demais áreas da vida como: educacional, financeira, profissional, política e social. Já o homem tinha seu foco  nas áreas não exercidas pelas mulheres, pois eram provedores.

Entendemos que temos um ciclo em nossa vida: nascer – crescer, viver e morrer, tudo ao seu tempo e dentro de cada fase.  E o autor ALBOM (2010) em seu fala que ”todos temos o mesmo começo: o nascimento e o mesmo fim: a morte”, nos questiona, onde ficam as grandes diferenças ? Investir na família e nas pessoas, é formar uma pequena comunidade com os que amamos e nos amam.

No começo somos crianças e precisamos dos outros para viver, depois aprendemos a viver, fazemos nossas escolhas conforme nossas crenças, valores e princípios, e de acordo com elas e a forma com que vivemos essa vida, também poderem ter um fim no qual precisamos dos outros para continuar a jornada até o fim. Então  o segredo é: no começo e no final da vida, dependemos dos outros.

Percebemos que algo que parece tão natural de ter filhos, para muitos passa a ser um sonho, muito bem sonhado, perseguido e buscado com força total. Com as mudanças nos papéis da mulher, elas decidem focar nas áreas da vida que antes eram trilhadas pelos homens, e aí postergam o seu momento da maternidade e querem ter filhos com mais idade, priorizam o cargo que desejam, as finanças estáveis e assim por diante. Mas, aí muitas consequências podem mudar os rumos dessa trajetória de serem pais. Aí são as consequências das nossas escolhas.

Assim sendo, muitos casais descobrem que podem ter algum tipo de impedimento para gerarem  filhos, seja pelo aspecto do homem ou da mulher, ou até mesmo a infertilidade. Porém, a medicina neste aspecto já deu  passos gigantes e continua nesta busca de soluções para tantos e variados problemas de infertilidade.

CRESCHIN, Álvaro Pigatto (2005) no livro Filhos! Invista neste Sonho, médico que partilhou as experiências de casais que sonhavam ser pais e realizaram este sonho e também por ser pai e poder inspirar outros médicos e casais, auxiliando-os nas dificuldades de vivenciarem a paternidade e maternidade. Esta obra mostra  inúmeros problemas decorrentes do processo engravidar e aborda as técnicas já conhecidas e praticadas no mercado da reprodução humana.  O que para muitos casais é algo natural da vida, para outros é um desafio para buscar novas vidas. E ele conclui sua obra dizendo: “ algumas mulheres engravidam de uma forma mais simples; outras, com tecnologias mais sofisticadas, outras ainda através de adoção… todos homens e mulheres, se transformarão em pais e mães…, gostaria de dizer ainda que essa transformação está na essência da alma humana, que em última análise se eterniza no ato da procriação”.

Fazer parte deste grande universo e ser um agende multiplicador de vidas é algo extraordinário. As pessoas que já tiveram esta experiência descrevem como experiência ímpar em suas vidas; já os que ainda não passaram por esta experiência e sonham com este momento buscam diversos recursos, sejam eles na fé, nas compreensões de suas crenças, pensamentos, sentimentos e comportamentos,  bem como mantém vivas a esperança e o desejo de ter filhos. Outros ainda, não tem este sonho e superam-se com animais de estimação ou em outras formas de viver sem terem esta continuidade.

A maternidade e paternidade é algo complexo e maravilhoso ao mesmo tempo, pois envolve um conjunto de fatores que embasam e sustentam  esta grande obra: a genética e a biológica, a estrutura emocional, social, financeira, educacional, social e espiritual, constituindo uma família com filhos.

Finalizamos observando o que CRESCHIN (2005) diz que: “quanto mais a ciência e a tecnologia se aprofundam, mais clara fica a supremacia do grande autor e arquiteto do Universo, bem colocada no Salmo de Davi, 19:1: “Os céus declaram a glória de Deus; o firmamento proclama a obra de suas mãos.” … e o homem multiplica a espécie.”

Dica Extra

Acesse nosso Blog e confira:

Estude, se inspire e inicie imediatamente o seu planejamento de uma transformação de vida.

Por Marli Paink Coaching.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Open chat
1
Olá!!! Precisando de ajuda? Envie sua mensagem!